Quem sou eu

Minha foto
Acredito que o coração humano é o solo mais fértil que existe, no qual podemos plantar e colher estrelas... Acredito que as palavras são sementes preciosas. Acredito que a eternidade nos pertence desde sempre, pois dela viemos e para ela voltaremos. É muito bom saber que somos companheiros de viagem.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

DESENCANTO
***
(Fátima Guerra)
***
Em quantas noites me desfiz em pranto
Quantas manhãs trouxeram o desencanto
Quantos sorrisos disfarçaram medos
Quantas angústias guardei em segredo
Quantos silêncios minha voz calou...
*
Em quantas faces escondi meu rosto
Qual é o gosto que tem o desgosto
Quem serás tu,
se já nem sei quem sou!
***
Santos-26/11/2010 -21:03

18 comentários:

  1. Alma poética é assim. Cheia de lirica, de ritmo de suavidade...
    Seu EU poético é fenomenal...
    Quem és????
    Poetiza das boas, inspirada pelas fadas...

    ResponderExcluir
  2. QUERIDA CONDESSA A VIDA E O TEMPO NOS ENSINA QUE A MOMENTOS E FASES EM QUE DESGOSTAMOS,E TEMOS MEDO E INSATISFAÇÃO MAIS NADA QUE PERDURE,É COMO SOL QUE A CADA DIA RENASCE PARA UM NOVO ESPETACULO! BOM FIM DE SEMANA!

    ResponderExcluir
  3. Fátima, toda as vezes em que chego aqui sou surpreendida.
    Seu dom para juntar palavras e fazer poesia são sem igual.
    Quantas vezes me vejo em suas palavras escritas.
    Um grande beijo

    ResponderExcluir
  4. Eu te ofereço flores
    Como prova de amizade
    Flores de todas as cores
    Com cheiro de felicidade

    Denise Pires

    BOM FDS....Beijos meus! M@ria

    ResponderExcluir
  5. CONDESSA TEM UM MIMO PRA VC AQUI
    http://amigoanjovirtual.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Melliss...

    Ainda que o desencanto pareça estar em toda parte,podemos dribla-lo,vencer o medo,abrir as asas...e voar!

    Abraços de luz pra ti!

    Cirse.

    ResponderExcluir
  7. Isto é pura incerteza, é pura insegurança e muita falta de confiança. Palavras, poesia, como podemos descrever tão bem os sentimentos nossos e alheios, eu adoro, e viva a poesia.
    abraços.

    ResponderExcluir
  8. Nos (des)encantos crescemos, questionando o nosso interior. Por vezes não temos respostas, mas continuamos a procuras; outras sabemos as respostas mas não queremos aceitar... Quantas vezes li e reli!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Mell querida, eu não sei mais quem eu sou, mas você é a mulher com quem sempre sonhei me encontrar, temos assuntos e conversas para mais de meses... faça um resumo sucinto: 10 anos desta amizade querida, você sempre esta simpatia, faça uma minuta da 'reunião'!!!!!!!!

    Você querida é a única pessoa nesta vida com quem nunca me desentendi, ganhou até da minha mãe... Para mim isto tem um valor inestimável, adivinha por que gosto tanto de ti?

    Uma linda semana, um beijão do seu amigo ZC

    ResponderExcluir
  10. Olá Fátima, desejo que esteja tudo bem contigo!
    O que dizer de um ser que exala poesia a todo instante
    Sou suspeito pra dizer qualquer coisa, aprendi a gostar dos teus poemas, e não me arrependo, somente posso dizer que assim é que se fala de sentimentos, e em forma de poesia. Com sensibilidade, do mais fundo da alma, parabéns Fátima!
    Desejo pra você e todos ao redor tudo de bom sempre, obrigado pelas visitas e comentários sempre carinhosos, grande abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  12. Opa, finalmente! Fátima,é apenas um carinho, pois o seu blog já é completo de encato, poesia e amor.
    Então, recebi o selo Prêmio Dardos, do blog Bela Estrela Matinal, portanto, gostaria de repassá-lo pra vc também.
    Beijos
    Glória

    ResponderExcluir
  13. Corrigindo, se não vão comer o meu fígado, "encanto".rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, minha amiga, que belo poema, como sempre cheio de sentimentos colocados em tão belas palavras, temos desencantos, mas acima de tudo temos que procurar, a esperança, pra que com ela venham os encantos. Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Minha CONDESSA,VIM DESEJAR-TE BOA SEMANA!
    UM BJO NO CORAÇÃO!

    ResponderExcluir
  16. Meus êxtases, meus sonhos, meus cansaços...
    São os teus braços dentro dos meus braços,
    Via Láctea fechando o Infinito.

    Florbela Espanca

    Dias de amor & Paz...Beijos meus! M@ria

    ResponderExcluir
  17. Sinta meu abraço... pois as palavras andam fugindo de mim... e as poucas que ficaram ao ler seu poema tb sumiram... Sem palavras, amiga!

    Bjs meus cheios de saudades.

    ResponderExcluir
  18. Tão lindas suas palavras...
    Que as saboreio...
    Bjos achocolatados no seu coração

    ResponderExcluir

Musica